sexta-feira, 15 de setembro de 2017

2017 (105)

Na sequência de parto realizado, com aplicação de ventosa, por um médico obstetra, associado do SMZS, em que ocorreu distócia de ombros, de difícil resolução, e subsequente morte do recém-nascido, foi instaurado processo crime contra o referido médico, tendo o Ministério Público deduzido acusação, imputando-lhe a prática de um homicídio por negligência. O processo aguarda emissão de despacho que, sendo caso disso, receba a acusação e designe dia e hora para a realização da audiência de discussão e julgamento.
Também a Ordem dos Médicos, a quem os factos foram participados, instaurou contra o referido médico hospitalar um processo disciplinar, que corre termos no Conselho Disciplinar Regional do Sul. O médico visado, com o apoio e patrocínio deste Serviço Jurídico, apresentou hoje, no âmbito de tal procedimento, os esclarecimentos preliminares que lhe foram solicitados.